JC Veículos


Telefones: Loja I: (11) 4526-1600 • Loja II: (11) 4587-5238

Av. Fernando Arens, 900 - Vila Progresso, Jundiaí -SP
Loja II: Av. São Paulo, 660 - Vila Arens, Jundiaí -SP

cuidados

Preservar seu automóvel é fundamental

car-wash-4-1508128Levar o carro às revisões na data certa não é suficiente para mantê-lo em boas condições, apesar de assegurar que não ocorram problemas mecânicos. É preciso ter cuidados principalmente quando se trata de limpeza.

Abaixo, listamos algumas dicas importantes que você deve tomar.

1) Painel

Limpe o painel do carro com álcool ou produtos específicos para isso, sempre com muito cuidado para não arranhar a superfície. Isso deve ser feito com frequência, para não haver acúmulo de poeira e desenvolvimento de manchas.

2) Transporte de crianças e animais

Crianças e animais costumam fazer sujeira no interior do veículo e, normalmente, não é possível fazer uma limpeza assim que você acaba de transportá-los. A dica é colocar toalhas por baixo dos assentos e tirá-las assim que chegar em casa.

3) Lavagem no inverno

Normalmente, as pessoas evitam lavar o carro em dias frios. Entretanto, é importante fazer esse tipo de limpeza, já que no inverno a areia, o sereno, a lama e a chuva corroem e desgastam mais o automóvel, levando ao aparecimento de ferrugem.

4) Secagem

Depois de lavar o seu carro, você deve secá-lo completamente com um pano ao invés de deixar que ele seque naturalmente.

5) Vedação

Limpe as borrachas que vedam portas e janelas regularmente, nunca utilizando produtos que contenham óleo – que podem danificá-las.

Outra dica importante é não usar a mangueira, para economizar água e preservar o planeta. Sempre faça a lavagem acompanhado de um balde, enchendo-o conforme precisar.

Na JC Veículos, temos cuidado com cada automóvel. Confira o que está disponível em nossa loja clicando aqui e aproveite.

 

[Fonte: Amolgadelas]

Enchentes – dicas e cuidados

Enchente ?

Nesta época do ano, os temporais são frequentes, principalmente nos fins de tarde e nesta hora, muita gente é pega de surpresa! Pessoas que estão no trânsito já voltando para casa, se veem diante de enormes alagamentos e por falta de preparo ou simples falta de conhecimento sobre o assunto, acabam sem saber o que fazer e muitas vezes, acabam tomando a decisão errada!

Por isso é bom ficar atento a estas seis dicas que daremos agora, para que você saiba o que fazer antes de enfrentar uma enchente, assim, estando preparado, poderá evitar uma série de transtornos.

– Evite regiões onde há alagamento:

Enfrentar as enchentes é a pior coisa que podemos fazer, pois a força da natureza é muito grande! Na cidade onde você mora, com certeza já se sabe quais são as regiões que ficam alagadas quando a chuva é mais intensa. Então, se você ver que o tempo está fechando, nem espere a chuva começar, tome imediatamente a decisão de fazer uma nova rota. Mesmo que o caminho seja mais longo, o importante é que seja mais seguro.

– Verifique bem as condições antes de enfrentar a água:

Mas se você foi pego de surpresa, a chuva começou de repente e o nível da água já está cobrindo a pista, então analise muito bem a situação e verifique se o nível da água onde você está oferece segurança para que seu carro possa atravessar. É só você observar se o nível da água está acima do meio da roda do carro, porque se tiver, nem pense em seguir adiante. Volte imediatamente e espere a água baixar para então poder atravessar.

– Mantenha aceleração constante:

Se você notar que o nível da água ainda não está acima do meio da roda do veículo e decidir atravessar a área alagada, fique atento à forma como você acelera, pois deverá ser uma aceleração constante e sempre em baixa rotação. Deixe o motor na média dos 2.500 RPM, porque acima desta rotação as chances de que entre água no motor são imensas e isto vai fazer com que seu carro pare de funcionar e você tenha um enorme prejuízo financeiro!

– Cuidado dobrado com o freio:

Quando está sob uma forte chuva e a região já começa a ficar alagada, a eficiência do freio fica comprometida, o carro demora mais tempo para parar, então é bom prestar ainda mais atenção, manter uma velocidade reduzida e sempre testar o freio para não ter uma desagradável surpresa. Querer correr para sair logo desta situação é um péssimo negócio!

– Se o motor desligar, deixe:

Se você estiver em uma região alagada e o motor do carro desligar, deixe assim. Nem pense em tentar ligar o veículo novamente, porque isto vai causar um grande estrago e seu prejuízo será muito maior! Somente um profissional qualificado poderá tentar ligar seu veículo novamente, após analisá-lo com calma, por isso, se o motor desligou, abandone o veículo imediatamente!

– Se o veículo estacionado foi inundado, não ligue-o:

Se o seu veículo estava estacionado e foi atingido por uma enchente ou alagamento, após a água baixar, chame um mecânico de sua confiança para averiguar a situação. Tentar ligar o veículo para levá-lo a uma oficina ou retirá-lo daquele lugar, poderá danificar vários componentes e a manutenção custará muito cara.

E o melhor remédio é prevenir, então, na parte da tarde, sempre que possível, fique atento à rádio de sua cidade e aos noticiários, seja pela TV ou Internet, assim, se você ficar sabendo que há riscos de temporais, terá tempo de tomar providências, para evitar que o pior aconteça!

Fonte: Carro Bonito

Automóveis: o que é verdade e o que é mito?

CarrosTodo motorista sabe que existem muitos mitos em torno dos cuidados com os carros, alguns deles bem antigos. Mas como saber se algo falado é verdade e tomar conta do seu automóvel da melhor forma? A gente dá uma ajudinha.

Carro a álcool consome mais combustível que carro a gasolina

VERDADE. Entretanto, o carro a álcool é mais potente que seu similar na versão movida a gasolina; o consumo maior ocorre porque a gasolina produz mais energia na queima e, para compensar, o carro a álcool precisa injetar mais combustível para fazer o motor funcionar.

É melhor manter o carro em ponto morto durante uma descida

MITO. Quando desengatado, o carro deixa de contar com a ajuda do freio motor, que ajuda na dirigibilidade e não sobrecarrega os freios. Deixando o automóvel em ponto morto enquanto desce uma ladeira, você contribui com o superaquecimento dos freios e pode prejudicar sua eficiência.

O correto é dar a partida com o pé na embreagem

VERDADE. Ligar o carro com a embreagem acionada é benéfico pois alivia a carga no volante do motor. Além disso, isso evita que você dê a partida com o carro engatado por falta de atenção.

Chiados nos freios indicam problemas

MITO. Na maioria das vezes, os barulhos emitidos durante as frenagens acontecem por causa do próprio material utilizado na fabricação das pastilhas de freios. Entretanto, é preciso estar em dia com as revisões.

Gasolina aditivada limpa o motor

VERDADE. Os elementos químicos dos combustíveis aditivados contribuem para manter o motor mais limpo. De qualquer forma, o correto é utilizar o que está no manual, conforme indicação do fabricante do seu carro.

Antes de tomar medidas, é sempre bom fazer uma pesquisa para descobrir se o que você ouviu por aí deve ser levado em conta. Esperamos ter ajudado um pouco!

[Fonte: G1]

Dez Dicas para cuidar da pintura de seu veículo

porsche-391010_1280Tem dúvidas de como cuidar da pintura do seu carro? Com ajuda de Seiiti Ogata, proprietário da O2autolab, oficina especializada em funilaria e pintura, respondemos as principais perguntas sobre o assunto. Confira!

Algumas pessoas usam limão, esfregado diretamente, para remover manchas do calcário de goteiras de prédios. Pode?
Pode desde que a cal ou o cimento que caiu sobre o veículo não tenha danificado o verniz. Se isso ocorreu, é preciso fazer uma repintura. O limão tem uma ação excelente para essa remoção, pois é ácido. É preciso limpar a área depois de passar o limão, pois, devido à sua acidez, ele pode corroer a pintura.
As capas automotivas protegem mesmo a pintura?
Sim. Por outro lado, a ação de colocar e tirar a capa risca o carro. Sendo assim, só vale a pena usá-la em um modelo que vai ficar muito tempo parado.
Como remover adesivos com papel da lataria?
Use um soprador térmico para aquecer e o adesivo o remova usando uma espátula plástica. Depois, é necessário fazer um polimento para tirar a marca que o adesivo deixou.
Com que frequência se pode ou se deve encerar o carro?
Depende da cera que é utilizada. As ceras comerciais têm uma durabilidade média de um mês. Então, pode encerar a cada mês. Já os produtos profissionais resistem de seis meses a um ano.

Como eliminar grude de piche na carroceria?
Para evitar danos à pintura é indicado o uso de um solvente leve ou à base de água. O ideal é ir a uma oficina, mas é possível fazer em casa uma solução com 50% de querosene e 50% de água. É importante ressaltar que se o carro tiver alguma proteção como uma cristalização ou cera, o solvente vai remover esse produto. Por isso, é necessário reaplicá-lo.
Como remover respingos de tinta que caíram sobre a lataria?
O ideal é tentar remover enquanto a tinta não está seca, mas, se isso já ocorreu, é possível remover com uma solução com 50% de querosene e 50% de água. Em casos críticos, é melhor levar para uma oficina especializada.
Como evitar que a pintura fique fosca e que o verniz comece a descascar com o tempo?
Quando a pintura é original, dificilmente isso acontece. Isso só ocorre por conta de verniz de baixa qualidade. No dia a dia o carro vai riscando e acaba perdendo um pouco do brilho. Por isso, de vez em quando é bom fazer um bom polimento para eliminar os riscos.

O que ocasiona menos desvalorização na hora da revenda: riscos na lataria ou ter partes do carro pintadas?
Depende do comprador. Caso seja um lojista, se o carro foi bem repintado, provavelmente vai ter menor desvalorização do que o riscado. Se for para um particular, talvez a situação se inverta. O que é certo é que uma pintura malfeita deprecia muito.
Como tirar dejetos de pássaros e seiva de plantas?
Para os dejetos, use o limão. Já a seiva, com uma lavagem. Se já tiver afetado o verniz é preciso fazer uma repintura.
É verdade que a cor vermelha “queima” com o passar do tempo, por conta da intensa exposição ao sol, neblina e sereno?
Na verdade todas as cores estão sujeitas a essa ação dos raios UVA e UVB. Mas hoje em dia os veículos já têm uma proteção maior e não sofrem tanto com isso.