JC Veículos


Telefone: (11) 4526-1600
Av. Fernando Arens, 900 - Vila Progresso, Jundiaí -SP

Dicas para cuidar da suspensão do carro

Dicas para cuidar da suspensão do carro

800px-Ford_model_t_suspension.triddleO sistema de suspensão de um carro é importante para estabilizar o veículo, absorvendo as irregularidades do solo, além de proporcionar conforto aos passageiros. Assim, é importante mantê-lo sempre em bom funcionamento. Seguem alguns cuidados importantes e sugestões do que fazer quando precisar trocar peças.

  • Atenção no modo como utiliza o carro

Certos cuidados na hora de utilizar o veículo podem aumentar vida útil dos amortecedores, como: evitar passar em lombadas e quebra-molas na diagonal, pois ao contrário do que muitos acreditam, o correto é entrar neles de frente e distribuir o peso do veículo entre as rodas; evitar rebaixar o carro, não faça modificações prejudiciais; prestar atenção quando for transportar peso excessivo: a bagagem pode comprometer a estabilidade do carro se colocada aleatoriamente, portanto quando for carregar o compartimento de bagagem o correto é colocar os objetos mais pesados o mais próximo possível do centro do carro, fixando-os bem, e sem acumular peso em apenas um dos lados do bagageiro, para manter o equilíbrio; ter cuidado com os buracos, evitando choques diretos e dirigindo em baixa velocidade em trajetos esburacados.

  • Fique atento aos sinais de desgaste

Preste atenção nos ruídos do carro, que podem indicar problemas nos amortecedores. Vibrações no volante, balanço excessivo nas freadas e nas arrancadas, perda de controle nas curvas e oscilações na carroceria mesmo quando andando em linha reta, podem ser sinais se desgaste. Nesses casos, leve o veículo o quanto antes para uma oficina.

  • Leve o carro para a manutenção periodicamente

Para se prevenir é melhor fazer a manutenção periódica do veículo. Nas oficinas, além de avaliações e testes específicos do sistema de suspensão é possível fazer o acompanhamento e realizar a troca no momento certo. Aproveite as visitas regulares para manter em dia o alinhamento e o balanceamento das rodas, assim como para verificar as condições de itens como pivôs, bandejas e buchas, para ajudar a reduzir o desgaste dos amortecedores.

  • Atenção para a hora de trocar molas e amortecedores

Molas e amortecedores devem ser inspecionados, idealmente, a cada 20 mil quilômetros rodados e a maioria dos fabricantes recomenda a troca deles a cada 40 mil quilômetros. No entanto, em alguns casos é possível rodar mais, então se as peças ainda estiverem em boas condições faça uma nova revisão a cada 10 mil quilômetros até precisar trocar. Confira no manual do seu veículo as orientações do fabricante. Aliás, apesar de ser comum o motorista trocar os amortecedores e não substituir as molas, o procedimento ideal é trocar os dois juntos. Não se pode esquecer que as molas trabalham em conjunto com os amortecedores e, desse modo, se um deles estiver com desgaste acentuado, o funcionamento do outro equipamento ficará comprometido.

  • Evite usar recondicionados

Peças recondicionadas têm vida útil menor e não oferecem a mesma eficiência das novas, portanto economizar pode não ser a melhor opção na hora de trocar os amortecedores. Prefira usar itens originais, específicos para a versão e o modelo do seu carro.

Post navigation